top of page

Apoio Cultural nem pode ser confundido com publicidade ou propaganda

Quanto menos se lê, menos se entende e menos se compreende, por isso muitos devem confundir apoio cultural com publicidade ou propaganda, isso sem dizer que muitos devem confundir publicidade com propaganda também, isso reflete o “analfabetismo funcional” que temos.



Aliás, deve ser esse “analfabetismo funcional” que leva muitos a conjecturar que por manter uma mídia institucional ou propaganda em um veículo de comunicação pode determinar a pauta, por outro lado, outros a conjecturar que por uma empresa ou administração pública manter uma propaganda institucional, possa determinar matérias ou pauta.


No caso de um Jornal Escrito, “os Analfabetos Funcionais” não dão valor, como diz a pesquisadora Ana Lima, eles (as) não vão acessar, ou seja, como vão ler um livro, se tem dificuldade para ler algumas páginas de um jornal impresso ou revista com conteúdos do município e da região, pior ainda, alguns analfabetos funcionais, além de nem incentivarem a leitura destes veículos, ainda lançam mão para tentarem dificultar o trabalho de veículos impressos na região.


Claro, esses são administradores corruptos e incompetentes que infelizmente boa parte da população elegem esperando que façam o melhor, esses que passa anos e mais anos e vão engando a maioria da população, políticos que prometem e não cumprem, que não tem palavra e somente enriquecem na administração pública em detrimento da maioria da população que muitas das vezes insistem em eleger esses predadores.


Portanto, quando se elegem políticos “analfabetos funcionais”, os quais quase sempre são corruptos e incompetentes, eles nem valorizam a leitura, são os tipos de administradores e políticos que nem investem em veículo de comunicação impresso do município e/ou da região, pois nem valorizam a importância da leitura.


Claro, essa falta de investimentos nem são por falta de recursos, pois se torram vultosas somas em apoio cultural em festas regadas de músicas e shows, aliás, em único evento se investem o que nem se destina em anos a um veiculo de comunicação impresso na região, isso naqueles municípios que ainda fazem alguma coisa, então imagina o nível de mediocridade e incompetência daqueles administradores que nem uma “merreca” de recursos públicos investem no incentivo da leitura na região?


Portanto, os empresários e administradores públicos que mantém propaganda em algum veículo de comunicação impresso, fazem porque valorizam e incentivam a leitura, mais jamais pode ser para determinar a pauta de redação de qualquer veículo de comunicação.


Obvio, que por lei de correspondência, os apoiadores podem receber uma atenção mais especial, mais isso é de responsabilidade e ética profissional de cada redator.


Claro, todos os administradores e políticos corruptos e incompetentes pensam e agem como se pudesse determinar a pauta do veículo de comunicação ou de qualquer jornalista ou repórter; pois se qualquer um destes publicar qualquer matéria ou opinião que desagrada o político corrupto e incompetente, o veículo ou jornalista e/ou repórter perdem o patrocínio, e em alguns casos, começam até a serem perseguidos.


Infelizmente, apesar de ter uma lei criada em 2018, que poderia ser utilizada de incentivo à leitura e escrita (apoio cultural a leitura), sendo utilizada para apoiarem veículos de comunicação escrito na região, jornais e revistas, desconheço a sua aplicação na região, aliás, somente em meados de (2005 a 2008) em Juína tinha uma administração que destinava apoio cultural ao veículo de comunicação impresso, o Jornal Semanaol.


Chega ser uma piada alguns dizerem que estão investindo no incentivo da leitura, mas fazem isso somente nas bibliotecas, ora, se nem valorizam a leitura de jornais e revistas com conteúdos da cidade, da região, como podem ser tão mesquinhos ao dizerem que incentivam a leitura, se estão restritas as bibliotecas públicas escassas e com conteúdos estranhos a maioria da população?

 

Por: Maurilio Trindade Aun

Com Licenciatura Plena em Matemática e Acadêmico no nono período em Direito na Unemat.

Comments


Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg
bottom of page