top of page

Vergonhoso a situação de um trecho de uns 40km da MT 170 entre Castanheira e Juruena

Claro, se compararmos o governo estadual sob a responsabilidade de Mauro Mendes com o governo anterior que esteve sob a responsabilidade de Taques, é o mesmo que comparar água de péssima qualidade com um vinho de boa qualidade.


Imagem de situação ocorrida nesses dias na MT 170 entre Castanheira e Juruena registrado por usuários da rodovia.

Aliás, esse governo estadual, sob a reponsabilidade de Mauro Mendes tem sido presente nos municípios de Juara, Porto dos Gaúchos, Novo Horizonte do Norte, Tabaporã e Itanhangá de maneira que nem um outro governo estadual foi, tanto em obras de responsabilidade única do governo do estado, mas também em parcerias em obras de responsabilidade dos entes municipais.


Imagem de situação ocorrida nesses dias na MT 170 entre Castanheira e Juruena registrado por usuários da rodovia.

Portanto, o governo do estado tem nos prefeitos dos municípios citados, uma grande parceria e apoio, pois tem estado com obras e ações nesses municípios de maneira única na história destas localidades.


Todavia, tem um trecho da MT 338 de mais ou menos uns 6 km na altura da fazenda Bom Pastor que desde meados do ano passado vem a cada dia se tornando mais e mais precário, claro que esse governo estadual já realizou reparos nessa rodovia umas duas vezes durante esse governo, mas em alguns casos os serviços das tais recuperação logo depois de supostamente ser entregue as obras de recuperação, já começam a surgir novamente a demonstração de um trabalho vergonhoso realizado pelas empresas, na realidade os buracos voltaram a surgir ao longo de toda a rodovia MT 338, mas entre Porto dos Gaúchos e Juara está em andamento um processo de tampa buraco, provavelmente parceria dos municípios com o estado, mas no trecho citado acima está demais o descaso como podem conferir no vídeo registrado abaixo.



Outro trecho que o estado tem empresas, ou empresa fazendo os trabalhos de recuperação é entre Juína e Brasnorte na MT 170, mas tem locais que aparentemente as empresas já fizeram os trabalhos, mas nem acabaram de chegar em Brasnorte e os buracos já voltaram a surgir, ou seja, no ritmo que está os trabalhos, quando as supostas recuperação chegar em Brasnorte, haverá, aliás, já tem locais ao longo da rodovia que precisará de outro serviço de recuperação, portanto, alguma coisa está errada nesses trabalhos, e no final a culpa sempre recairá na responsabilidade do atual governo estadual.


Com relação ao trecho da MT 170, a tão famosa BR 174 entre Castanheira e Colniza, que o atual governo fez de tudo para retornar a responsabilidade estadual, e que senadores, deputados estaduais e federais e inclusive o governo estadual e sua equipe de governo que prometeram aos prefeitos da região do Vale do Juruena que as obras começariam ainda no ano passado, os quais propagaram junto à população que as obras começariam ainda no final do ano passado, pois bem, as obras nem começaram, pior ainda, tem um trecho de uns 40 KM entre Castanheira e Juruena que é uma vergonha, que parece mais pista de Rally, sem dizer de atoleiros que os carreteiros somente conseguem prosseguir se houver ajuda de outros, ou maquinários puxando, como aconteceu nesses dias que resultou em filas de carretas em alguns pontos.


Imagem de situação ocorrida nesses dias na MT 170 entre Castanheira e Juruena registrado por usuários da rodovia.

Claro, os prefeitos da região continuam acreditando e defendendo o atual governo estadual, aliás, a deputada estadual, Janaina Riva nessa semana propagou uma matéria dizendo que no que as chuvas pararem as obras de pavimentação da MT 170 entre Castanheira e Colniza sairão do papel.



Um pequeno vídeo abaixo registrado na noite de quarta-feira para amanhecer quinta-feira, a fila era longa dos dois lados, sem dizer de outros que ficaram parados em outra serra uns km mais a frente, sentido a Juruena.


Claro, algumas empresas já começaram a instalarem seus canteiros de obras, mas um deste canteiros que foi o primeiro a chegar na região entre Castanheira e Juruena está no pior trajeto entre os municípios, claro, nem sabemos se a empresa tem somente a licitação para a pavimentação, ou se tem a sublocação de outra empresa para a manutenção da rodovia, de qualquer maneira, muitos entendem que se a empresa já tem a ordem de serviço, poderia ter iniciado uma manutenção mais adequada da rodovia que poderia servir para adiantar os trabalhos de pavimentação, pois a tal ordem de serviço parece ter sido antes de começar de fato as chuvas na região.


Imagem de situação ocorrida nesses dias na MT 170 entre Castanheira e Juruena registrado por usuários da rodovia.

Nem vamos pontuar os tipos de pavimentações que podem ocorrer ao longo da rodovia, obras que as vezes nem suporta 3 anos sem manutenção e reparos, o que é outra vergonha, mas vamos torcer e acreditar que estejamos enganados e que as empresas e o governo do estado procurará fazer uma boa pavimentação entre Castanheira e Colniza e que logo que passar as chuvas as estradas pavimentadas e não pavimentadas na região receba um trabalho que realmente preste e tenha uma vida útil maior, comenta algumas lideranças políticas.


Imagem de situação ocorrida nesses dias na MT 170 entre Castanheira e Juruena registrado por usuários da rodovia.

Por: Maurilio Trindade Aun


















Comments


Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg
bottom of page