top of page

Secretário da administração pública de Brasnorte é acusado de fomentar calúnia e difamação

O empresário, Joaquim Alexandre de Oliveira, engenheiro civil é profissional de grandes conhecimentos em administração, inclusive pública, todavia foi alvo de ações de um dos secretários da atual administração municipal de Brasnorte, o qual mostrou estar fomentando calúnia e difamação em redes sociais em Brasnorte sem se preocupar com a veracidade dos fatos.



Joaquim A. de Oliveira, engenheiro civil é empresário no ramo da construção civil, o qual residiu em Brasnorte por mais de 06 (seis) anos, onde exerceu cargo de Secretário de Finanças, Joaquim é tido por muitos como o melhor secretário que ocupou a pasta naquele município, haja vista ter moralizado e equilibrado as contas públicas entre 2006 e 2012, pelo menos foi alguns dos diálogos que chegou à redação defendendo o nome do ex-secretário, Joaquim.

 

Pelo que consta, Joaquim foi alvo de difamação em grupos de rede social em Brasnorte, quando supostamente um secretário da atual administração, o qual em um dos áudio diz ter recebido e mandando para frente, ou seja, recebeu e nem verificou a veracidade, e passou a distribuir a calúnia e difamação contra o empresário  Joaquim, como pode ser ouvido em alguns áudios que mudamos o timbre para ficar mais difícil os leitores identificarem as pessoas pelos áudios, os quais de acordo com o Joaquim são provas que serão anexadas ao processo que moverá contra o secretário em questão.


Confira abaixo o vídeo com a imagem do empresário que foi alvo de calúnia e difamação perpetrado por secretário da administração municipal de Brasnorte de acordo com as informações, vídeo com alguns dos diálogos que chegou a redação com pequenas mudanças nas vozes...


Na oportunidade, segundo alguns fornecedores e moradores locais, antes da chegada de Joaquim em 2006, o município de Brasnorte era visto com maus olhos pelos fornecedores locais e também de outras praças, ou seja, não possuía credibilidade financeira. Ocorria que fornecedores chegavam a ficar mais de 01 ano sem receber empenhos, o descontrole financeiro era absurdo.

 

Na época, servidores protestavam contra a Administração Municipal, pois, os salários atrasavam todos os meses.  O Departamento de Água – DAE, funcionava sob liminar, pois, possui quase 01 ano de contas de energia atrasadas. O fornecimento de combustíveis era suspenso corriqueiramente, ambulância e ônibus escolares rodavam aos trancos e barrancos.

 

Em contato com Joaquim, ele relatou que: “Eu soube dos ataques recebidos em rede social pelo WhatsApp, e que infelizmente isso é comum no município de Brasnorte, ainda mais, partindo de quem um dia foi presidiário. Existem pessoas que se vestem de pele de cordeiro, mas, na verdade são lobetes, são pessoas mesquinhas que nem deveriam ocupar cargos em Administração Pública”, afirmou o empresário.

 

Na realidade, uma das marcas registradas de alguns dos atuais responsáveis pela administração pública de Brasnorte e/ou ligados diretamente a mesma, é difamar e caluniar, muitos destes que confundem a vida pública com vida familiar e particular, esses que usam as redes sociais para distribuírem as suas irresponsabilidades atacando todos que nem lhes são simpáticos, comentou outro morador de Brasnorte.

 

Por outro lado, qualquer um que tivesse a capacidade de ler a constituição e saber interpretar, deveria saber que pratica os crimes de calúnia e difamação ao repetir ou repassar qualquer conversa e imagem a diante, sem a pessoa ter um processo transitado e julgado. Qualquer um que repassa conversas ou imagens a diante pode responder civil e criminal, claro, cada um deve mover um processo contra esses criminosos que acham que as redes sociais é uma terra sem lei.


Portanto, qualquer pessoa que posta qualquer acusação contra qualquer pessoa que nem tenha um processo transitado e julgado contra ele, está simplesmente cometendo o crime de calúnia e difamação e pode e deve ser acionado judicialmente, principalmente quando é da esfera pessoal, particular e até da vida intima.

 

Joaquim, disse a esse Jornal, que ainda essa semana ingressará com processo contra o secretário ligado a atual gestão municipal de Brasnorte por calúnia, difamação e injúria, tanto na esfera penal quanto na esfera cível por uso de imagens e falas mentirosas em de WhatsApp.  "As pessoas respostaram minha foto, atribuindo-me crime que nunca cometi, agiram de maneira criminosa, vão responder judicialmente, como prevê a Lei. Isso pra mim é molecagem e crime".


De acordo com algumas informações, aparentemente foi um dos secretários da atual administração que iniciou a propagação da difamação, mas independente se foi o iniciador ou somente um repassador, mesmo assim cometeu os crimes de calúnia e difamação, aliás, o empresário vai levantar nos grupos Tribuna Livre e Brasnorte em Foco os membros que estavam distribuindo, aliás, ele já tem o print dos caluniadores e difamadores e disse que também responsabilizará os administradores dos grupos que permitiram a propagação dos crimes, comentou o empresário Joaquim.

 

Por: Maurilio Trindade Aun

Eu sou o seu reflexo, você enxerga em mim a sua verdadeira sombra.


Comments


Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg
bottom of page