top of page

Prefeito de Brasnorte confessa que seu governo é corrupto e que o crime organizado está no poder

Qualquer pessoa minimamente pensante deve convir que um prefeito ao ir ao secretário de segurança do estado solicitar que seja remanejado o delegado do município pelo fato de que ele esteja investigando, ou procurado investigar as supostas corrupções e o suposto crime organizado que porventura estivesse incrustado no poder público municipal, o prefeito acabou confessando que procede, caso contrário, nem temeria investigação alguma, pelo contrário, se colocaria a disposição para colaborar.



Pior ainda é autoridades do estado ceder a pressão de quem indiretamente estava com medo de ser investigado, pois quando um prefeito vai ao secretário pedir para remanejar a autoridade Policial por conta dos trabalhos que vinha fazendo contra o crime organizado, acabou confessando, acabou dizendo indiretamente que precisaria achar um jeito de denegrir o delegado, afastar de alguma forma para que nem continuasse nos trabalhos de investigação.


A retirada do delegado de Brasnorte demonstra que o crime organizado e a corrupção em Brasnorte é forte, pois ao invés de fornecer mais efetivo ao delegado e ferramentas para que pudesse continuar investigando, os poderes do estado demonstraram que estão com medo de fazerem o serviço de combater a roubalheira e a corrupção que por ventura possa estar incrustado na administração de Brasnorte, e acharam uma justificativa para remanejar o delegado, portanto, parece que estamos numa terra sem lei, a onde a corrupção e o crime organizado tem mais força.


O interessante em Brasnorte é que a atual administração é muito menos eficiente que a administração anterior do Mauro, menos transparente, mais perseguidora, mais petulante, todavia, o povo que gostava de fiscalizar e denunciar parece que sumiram, aliás, nos próximos dias a atual administração deverá começar a fazer diversas obras, pois a eleição já está ai no próximo ano, as famosas obras eleitoreiras começam em breve.



Portanto, tem um ditado antigo que diz: “quem nem deve nem teme”, portanto, um prefeito ao ir ao governo do estado, ao secretário de segurança e ate marcar reuniões com outras autoridades para frear o trabalho de investigação que um delegado esteja fazendo, esteve indiretamente confessando que tem medo de ser investigado, pois se deixasse o delegado continuar chegaria no cerne do crime organizado e na corrupção que provavelmente corre solta em Brasnorte.


Claro, uma coisa pode ser que o prefeito tenha falado a verdade, o delegado estava causando o pânico na cidade, pois estava ousando investigar o crime organizado e a corrupção que pode estar dentro do paço público municipal.


Por: Maurilio Trindade Aun

Imagem: Olhadireto


Commentaires


Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg
bottom of page