top of page

Artigo: Com rumo e disciplina

A existência pode nos trazer surpresas, bem como desvios que nos obrigam ao refazimento ou até mesmo a reflexão mais profunda. Todavia, mesmo com todos os percalços e problemas, não podemos desistir. A maneira como encaramos os obstáculos faz parte da maneira de sua solução. De modo semelhante, o apóstolo dos Gentios, Paulo de Tarso, nos recorda: "Entretanto, qualquer seja o ponto a que chegamos, conservemos o rumo" (Filipenses 3:16).

Avançar sobre as dificuldades é preciso, em especial quando se destaca a vocação e a missão de cada um. Entretanto, este processo não vem de modo natural, mas é requerido esforço e força de vontade para que o indivíduo se autodetermine.


É preciso deixar de surfar nas ondas do acaso para tomar sob suas mãos as velas do destino. Para Paulo de Tarso, manter o rumo é seguir em direção à Cristo.

Paulo Hayashi Jr.

No encontro entre o mestre Nazareno e o apóstolo dos Gentios, na estrada de Damasco, o rumo foi acertado e as velhas certezas deixaram de fazer sentido.


O mesmo acontece quando se percebe as ilusões da matéria e o falso comando do ego. É essencial se desvincular de velhos hábitos equivocados e a busca de verdades maiores.

Com rumo à Cristo, o indivíduo consegue alcançar as verdadeiras riquezas, bem como o patrimônio extra matéria. Mais do que a dúvida ou a descrença, a certeza da vitória final e da imortalidade do espírito. Se para Sócrates a alma foi aprisionada pelo corpo, para Jesus, manter o rumo e a disciplina ao Pai é ganhar a preciosa liberdade da vida eterna.

Paulo Hayashi Jr. - Doutor em Administração pela UFRGS. Professor e pesquisador da Unicamp.


Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg
bottom of page